[ março 18, 2020 by agencialumina 0 Comments ]

Google penaliza empresas que lucram com coronavírus e bane anúncios de máscaras

Segundo a companhia, medida visa evitar a exploração dos consumidores e penalizar aqueles que tentam lucrar com o pânico

SÃO PAULO – Em meio ao temor pelo novo coronavírus (Covid-19), o Google está tentando penalizar aqueles que tentam lucrar com o pânico. A companhia está retirando de sua plataforma de buscas anúncios de máscaras e outros produtos relacionados ao medo da doença.

Um porta-voz do Google afirmou ao Business Insider que a política de publicidade da plataforma proíbe a promoção de anúncios que mencionem explicitamente o coronavírus. Segundo ele, a empresa não apoia o lucro em cima de calamidades ou de crises de saúde pública ou de governo e já foram bloqueados “centenas de milhares de anúncios” nas últimas seis semanas.

São removidos, por exemplo, anúncios que promovem máscaras N95 e mencionem a doença. Esse produto é usado para filtrar partículas no ar, mas sua eficácia contra a Covid-19 não foi comprovada.

A limpeza também atinge o Youtube. Além de retirar os anúncios de venda de máscaras da plataforma, o Google está desmonetizando vídeos que tragam a palavra “coronavírus” ou toquem no tema.

“Estamos comprometidos em proteger os usuários e em fornecer informações úteis e autoritativas à medida que a situação do coronavírus continua a evoluir”, disse um porta-voz do Google ao Business Insider.

“Com muita cautela, decidimos banir temporariamente todos os anúncios de máscaras médicas. Estamos monitorando ativamente a situação e continuaremos a tomar as medidas necessárias para proteger os usuários”, concluiu.

Vale destacar que essa política não age contra anúncios que não mencionem o coronavírus diretamente, mesmo que vendam máscaras, por exemplo.

Alarmismo nas redes

O Facebook também proibiu anúncios que, segundo a rede social, tentavam “criar um senso de urgência irreal” sobre a aquisição de produtos que não possuam eficacia comprovada contra a Covid-19.

Tanto o Facebook quanto o Google estão lidando com uma enorme quantidade de informações errôneas espalhadas por suas plataformas sobre o coronavírus.

Sundar Pichai, CEO do Google, anunciou no blog da companhia na última sexta-feira (6) que a companhia criou uma equipe responsável por se comunicar com a Organização Mundial da Saúde (OMS) 24 horas por dia para saber como a gigante da tecnologia pode ajudar com medidas de prevenção e divulgação de informações.

Ele ainda acrescentou que as pesquisas pelos termos “higiene e coronavírus” cresceram mais de 1.700% em uma semana nos EUA, levando a empresa a criar um recurso que alerta as pessoas com informações oficiais da OMS na hora de buscar sobre informações do vírus.

O Google também está dando preferência no espaço publicitário do YouTube para organizações governamentais e não governamentais que estejam promovendo informações relevantes e verdadeiras sobre a Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this
Top
WhatsApp Logo